OPEN CALL
// Depois do Ocaso, 2017, 3’05’’

Negação e fuga. Catarse. Rendição.
E depois: que possibilidades serão libertas?

Depois do Ocaso (2017) é um vídeo de cariz experimental que funciona como metáfora – tão cromática quanto narrativa – deste ciclo tantas vezes experienciado ao longo dos percursos de existir, viver e sentir.

Equipamento: Canon 600D.
Som: Composto pela autora a partir de i) sons solares captados pelo Solar Dynamics Observatory (SDO) da NASA e ii). Efeitos sonoros disponibilizados no website Freesound.org (Creative Commons).
Software de edição: Sony Vegas Pro e Audacity.

ANA PATRÍCIA COIMBRA DE MATOS 
Patrícia Matos, natural de Tondela (Portugal), concluiu a Licenciatura em Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto em 2016, tendo descontinuado uma prévia carreira científica em prol de uma artística. Expõe desde 2015, individual e colectivamente.
Os seus interesses têm incidido na Pintura e na Videoarte. Em ambos os media aposta numa cromática criteriosa e num fenómeno de fragmentação das formas e das forças para expressar a ligação sensorial e emocional que estabelece com o mundo – seja ele interior, exterior ou ambos em simultâneo – e assim o reformular. Considera que a empatia despertada no observador e a interpretação que este dá à obra são o que verdadeiramente a completam.
Visa, acima de tudo, conceder às matérias-primas – sejam a tela, o papel, as tintas ou o tempo – laivos de energia, vida e senciência. E alma, se possível…