Ana Anacleto (Presidente)

Salomé Lamas
Helena Barranha
Susana Sousa Dias
Isabel Nogueira
Irit Batsry

When you are making video, you’re giving structure to time,
which is what a composer does.

Bill Viola

Mais do que nunca, o Open Call do Fuso 2017 revela a diversidade das práticas da vídeo arte feita em Portugal e/ou por artistas portugueses. 150 projetos foram submetidos, o que é mais um sinal da vitalidade da cena contemporânea portuguesa, projetos propostos por jovens artistas, mesmo muito jovens artistas (muitos dos projetos apresentados são de artistas nascidos na década de 90). Voltamos a selecionar um conjunto de obras que surpreendem pela persistência e diversidade de olhares. Este conjunto de filmes mostra, de facto, caminhos insólitos e provocadores, e desafia as nossas perceções sobre a videoarte. O programa de 24 obras favoreceu imagens nômadas e poéticas. Ambas as duas sessões tem a ambição de sugerir uma reflexão sobre o estado das imagens hoje, tentando “compor” uma estrutura do tempo.



JEAN-FRANÇOIS CHOUGNET
(França)

Jean-François Chougnet – director artístico do FUSO, tem dedicado a sua carreira às políticas culturais. Foi Diretor Geral do Villette, Paris (2001-2006). Em 2005 foi comissário-geral do Ano do Brasil na França. Dirigiu a Fundação Berardo, em Lisboa, de 2007 a 2011. Em 2011, Jean-François Chougnet tornou-se CEO da Marseille-Provence Capital da Cultura Européia 2013. Desde 2014 é presidente do Musée des Civilisations de l’Europe et de la Méditerranée (MuCEM).

PRÉMIO AQUISIÇÃO FUSO | EDP/MAAT

LEALVEILEBY (ANTÓNIO LEAL, JESPER VEILEBY) (PT)// Domestic Heroes, 2017, 5’20

Em Domestic Heroes os artistas seguem um elenco de utensílios nas suas aventuras domésticas do dia-a-dia. Domestic Heroes surge como um vídeo caseiro, no qual os objectos assumem o papel central e, numa troca de perspectivas, os artistas são personagens secundários nas suas próprias casas, colocando em questão a relação deles com o funcionalismo e o consumismo.

Bio

A dupla LealVeileby, composta por António Leal e Jesper Veileby, explora a natureza da arte e a forma como nós, enquanto cultura, construímos significado ao mesmo tempo que celebra o humor e o absurdo. Ambos têm um MFA da Malmö Art Academy na Suécia e vivem e trabalham entre Malmö e Lisboa. Leal estudou ainda na Maumaus em Lisboa.

Participam atualmente da XIX Bienal de Cerveira (Vila Nova de Cerveira, PT, 2017), e seu trabalho foi apresentado na Sjöbo Konsthall (Sjöbo, SE, 2017), Supermarket Art Fair (Stockholm, SE, 2016), Galleri CC (Malmö, SE, 2015-16) e Inter Arts Center (Malmö, SE, 2015). A dupla apresentou individualmente no Porto (Espaço Campanhã, PT, 2013), Lund (Galleri Pictura, SE, 2012) e Karlstad (Konsthall K, SE, 2014). Receberam bolsas de Helge Ax:son Johnsons Foundation (Stockholm, SE, 2015 e 2017), Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa, PT, 2010-2011) e Kristinehamns Art Museum (Kristinehamn, SE 2016). Leal está ainda representado no Museu Coleção Berardo, Lisboa.


PRÉMIO INCENTIVO FUSO | RESTART

RUY OTERO e SAMUEL CAMARA(PT) // Art Luna Park, 2017, 5’14

Em Art Luna Park satiriza-se e formaliza-se certos paradigmas da arte contemporânea justapondo-se a alta e a baixa cultura. Uma viagem no carrossel da linguagem.

Bio

Ruy Otero trabalha como encenador, realizador, argumentista, artista plástico e actor. É co-fundador e Director Artístico do Pogo Teatro desde 1993. Colabora proficuamente com diversos autores de diferentes áreas, como João Urbano, Pedro Cabral Santo, Pedro Amaral, Miguel Soares, Clara Andermatt, Francisco Luís Parreira, Fernando Fadigas, Sílvia Real, Felix Lozano, Luís ElGris, entre outros.

Samuel Camara é licenciado em Ciências e Tecnologias do Som sob a orientação de compositores Jonas Runa e Isabel Pires. Desenvolve o seu trabalho numa forma polissémica de praticas artísticas entre a Informática Musical e as Artes Performativas. Através de uma reflexão crítica musicológica e cultural aprofunda os principais temas que ligam a música às tecnologias surgidas na era da eletricidade, incluindo as relações de processos tecnológicos e informáticos de criação nas artes performativas.

produção

co-produção

ANA PATRÍCIA COIMBRA DE MATOS (PT)
// Depois do Ocaso, 2017, 3’05’’

BÁRBARA BULHÃO (PT)
// The Fly House, 2017, 1’20’’

CARLOS LIMA (PT)
// Olha aqui, 2017, 5’30’’

CARMO POSSER (PT)
// One Two – Want To, 2017, 1’28’’

DIOGO RODRIGUES GOMES DA CRUZ
(PT) // Wordcoin, 2016, 9’17’’

FÁBIO ANDRÉ MARREIROS DE CARVALHO (PT)
// Portal, 2017, 4’50’’

FILIPE PINTO (PT)
// Inappropriate Film #1, 2017, 3’13’’
// Inappropriate Film #2 #6 #3, 2017, 5’

JOÃO LEAL (PT)
// Referential Repèrage – Barney’s, 2016, 2’13

JOSÉ SIMÕES (PT)
// How to eat a Napoleão, 2017, 2’43
// How to eat a Queque, 2017, 3’19

JÚLIO FRANCISCO RIBEIRO DA COSTA (PT)
// Falsidade (em jeitos kitsch), 2017, 1’03

LEALVEILEBY (ANTÓNIO LEAL, JESPER VEILEBY) (PT)
// Domestic Heroes, 2017, 5’20

LEALVEILEBY (ANTÓNIO LEAL, JESPER VEILEBY) (PT)
// The Two-Headed Bull and Other Portuguese Fables, 2017, 8’14

MARGARIDA GOUVEIA (PT)
// Mirror Game, 2016, 4’50

MIGUEL FERASO CABRAL (PT)
// Last Day At The Office, 2015, 0’28

MIGUEL TAVARES (PT)
// Surroundings, 2017, 9’57

CINZA NUNES (PT)
// Ü, 2017, 9’30’’

REIS VALDREZ (PT)
// Unenclosed, 2016, 1’20

RICARDO VIEIRA LISBOA (PT)
// Volleyball Holiday, 2017, 7′ 13”

ROSE MARA SILVA (BR)
// A margem da Margem, 2017, 7’59

RUY OTERO e SAMUEL CAMARA
(PT) // Art Luna Park, 2017, 5’14

SOFIA F. AUGUSTO (PT)
// Do não-lugar ao lugar, 2016, 5’

Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

Quarta-feira, 23/8

21h30 | Welcome Drink

Open Call
Apresentação dos trabalhos a concurso
Jean-François Chougnet

22h00 | Secção Competitiva Portugal

APOIOS

22H00

ORDEM APRESENTAÇÃO:

Bárbara Bulhão
Ricardo Vieira Lisboa
Margarida Gouveia
Filipe Pinto
Filipe Pinto
Júlio Francisco Ribeiro da Costa
LealVeileby (António Leal, Jesper Veileby)
Carmo Posser
Patricia Bandeira
Reis Valdrez
Miguel Tavares
Cinza Nunes
Sofia F. Augusto

23H15

ORDEM APRESENTAÇÃO:

Fábio André Marreiros de Carvalho
Ana Patrícia Coimbra de Matos
Carlos Lima
Diogo Rodrigues Gomes da Cruz
Rose Mara Silva
João Leal
José Simões
José Simões
LealVeileby (António Leal, Jesper Veileby)
Miguel Feraso Cabral
Ruy Otero